GALERIA COHAB – BRASÍLIA – DF – 2007

GALERIA COHAB – BRASÍLIA – DF – 2007

COHAB significa Companhia de Habitação. Trata-se de um nome genérico de várias companhias públicas
que promovem ou que promoveram políticas habitacionais nos Estados e em diversas regiões do país.
Não existe no Distrito Federal. Por extensão de sentido, muitos conjuntos habitacionais por todo o país
são conhecidos como “Cohab”.

Galeria COHAB é um conjunto de artistas cohabitando.
Uma resistência, residência, vivência, experiência.

Visite também: http://www.foradoeixo.rg3.net/

(in)felizmente – exposição nacional de não-currículos

(in)felizmente – exposição nacional de não-currículos

Recebi este spam e achei que pode interessar a alguns poucos… ou a muitos. Crítica institucional? Piada? Trabalho de artista a partir de outros trabalhos? Não sei, não sei.

Em 2002 a artista Graziela Kunsch mobilizou uma penca de artistas para se inscreverem no salão da Bahia com projetos absurdos. Segundo ela ” nossa proposta era que cada pessoa ou grupo inscrevesse um projeto de “correspondência”, intitulado “rejeitados”, acrescentando no projeto um parágrafo com o “critério de exclusão”. Este critério de exclusão dizia: “só me aceito se o outro for aceito. este projeto só poderá ser aceito se todos os trabalhos chamados rejeitados forem aceitos”. (rejeitados não vinha entre aspas, de modo que poderia significar os quase 1.700 rejeitados e não apenas os projetos que tinham esse nome)”. No fim das contas a comissão julgadora percebeu a crítica e aprovou todos os projetos do grupo que não conseguiu, assim, ficar de fora do evento (a artista gentilmente comentou e explicou com detalhes o que foram os rejeitados. veja nos comentários a este post.)

Voltando ao tema deste post, ele não tem nada a ver com iniciativa de Graziela e grupo, e me parece que o artista polivalente Tom Lisboa está levando a sério sua tentativa de construir um circuito paralelo com os que ainda têm menos visibilidade no circuito institucional ‘oficial’. Enfim, curioso e certamente, com jeito de jogada de marketing.

CONVOCATÓRIA PARA A PRIMEIRA EDIÇÃO DE (IN)FELIZMENTE – exposição virtual de não-currículos

1) pode participar de (in)felizmente qualquer artista visual do território nacional que teve trabalhos recusados
em curadorias, salões e outros eventos da área;
2) para se inscrever basta enviar para o email [email protected], em arquivo word ou no corpo do próprio email,
as seguintes informações:
itens obrigatórios
a) nome do artista, local em que reside
b) nome da exposição, salão ou evento em que seu trabalho foi recusado
c) ano em que o trabalho foi recusado
itens opcionais
a) comitê curatorial/curador que recusou o trabalho
b) nome e/ou site do trabalho que foi recusado
c) e-mail para contato

Mais informações em www.sinTOMnizado.com.br/infelizmente

Tropicália – O site!

Lançamento do site Tropicalia (www.tropicalia.com.br) elaborado e executado por Ana de Oliveira, com boa parte da pesquisa, escrita e revisão de conteúdo sob responsabilidade do historiador Frederico Coelho. Além das informações finalmente reunidas em um espaço só, o site pretende ser uma útil ferramenta de pesquisa e auxílio aos interessados sobre Tropicalia e cultura brasileira dos anos 60 e 70 em geral.

O site traz centenas de páginas com textos, imagens inéditas, vídeos dos festivais da record, discografia completa, documentos marcantes da época, textos acadêmicos e jornalisticos, artigos internacionais etc. Vale a pena conferir, mesmo que não seja um interessado sobre o tema.

Frederico Coelho avisa que estão aceitando textos sobre o tema do site, que serão publicados em um espaço específico. Interessados devem escrever para o próprio em [email protected]

Projeto Perambulação SP – Workshop

A primeira fase do projeto Perambulação aconteceu em Rotterdam, em 2005, quando 7 artistas brasileiros foram convidados a passar quase 1 mês na cidade holandesa para desenvolver pesquisas artísticas sobre aquele espaço urbano.

No dia 9 de outubro deste ano teve início a segunda parte do projeto, agora recebendo artistas de Rotterdam em São Paulo. O grupo está vindo aos poucos e este mês recebemos primeiramente Wendelien Van Oldemborgh e Olafur Olafsson, que estão realizando uma residência de 1 mês nos estúdios do Edifício Lutécia, pertencente à Fundação Armando Àlvares Penteado (FAAP).

Dia 26/10 a artista Wendelien apresenta um workshop na USP onde expõe seu método de filmar um roteiro lido por não-atores, sem ensaio prévio. O roteiro aqui apresentado trata de relatos da passagem de Mauricio de Nassau no Brasil. O workshop é de graça e é uma colaboração com o NAP – Núcleo Aberto de Performance.

Para visualizar o flyer e ter maiores informações clique na imagem abaixo:

USPworkshopMail.jpg

Russell Cobb

Interessante conhecer o belo trabalho deste ilustrador inglês que, como muitos colegas seus, basicamente trabalha para o mercado editorial. Seu trabalho poderia ser enquadrado na categoria de Artes Plásticas mas ele prefere se definir como ilustrador mesmo, designer gráfico. O que quero dizer com isso? Que a categoria obra de arte não necessariamente enquadra tudo o que tem valor artístico – e nem tudo que se diz obra de arte deve ser automaticamente considerado como tal. O fato de algo ser ou não considerado uma obra de arte não denota à priori um valor enobrecedor ou pejorativo ao objeto…


Workshop Sesc Tijuca com Felipe Barbosa

Realejo ArtesAndAndo – Oficina de arte “O Espaço Urbano na Arte e a Arte no Espaço Urbano” com o mestre em Linguagens Visuais, Felipe Barbosa, e crítica “ao vivo” da curadora independente e mestre em Artes, Daniela Labra, no dia 18/10

Dias: 26/09, 03, 10, 17 e 18/10
Horário: das 18 às 21h
Local: SESC Tijuca
Preço: Grátis
Informações e inscrições: 3238-2076 / 3238-2168 ou [email protected] / [email protected]