Casa Daros: Ficción y Fantasía em uma metrópole tropical

Marta María Pérez Bravo. “No zozobra la barca de la vida”, 1995
Marta María Pérez Bravo. “No zozobra la barca de la vida”, 1995

Quando a Casa Daros chegou no Rio, em 2007, o então diretor de arte-educação e pesquisa, o cubano Eugênio Valdés, afirmava que o projeto enfatizaria o lado pedagógico da arte, entendida como necessária para a formação e integração humana. O programa da futura instituição teria residências, intercâmbios, ateliês, cursos e seminários, além de exposições da coleção Daros Latinoamerica, o maior acervo privado de arte contemporânea latinoamericana na Europa, pertencente à milionária suíça Ruth Schmidheiny. Diante do nosso cenário institucional pobre e engessado, a Daros seria uma instituição de alto nível com programação de qualidade e oportunidades para o ensino artístico e a profissionalização do meio.

Durante 6 anos de reformas, a Casa Daros, sob a tutela de Valdés, fez boas atividades sócio-educativas e artísticas a portas fechadas, até inaugurar em 2013 com ênfase no programa de arte e educação, que envolveu e preparou bons profissinais do ramo, tendo realizado diferentes atividades públicas. Em menos de 3 anos foram realizadas algumas mostras, todas com curadoria do suíço Hans Michel Herzog, e encerraram-se de sopetão as atividades do espaço sob argumentos do Conselho administrativo da coleção, que contradizem o discurso pedagógico do início. Ao invés de uma ação edificante, o que se viu foi um incrível desinteresse repentino em investir socialmente na região que intitula a coleção: a América Latina.

Sequer a biblioteca, com 7mil títulos, em parte espelhada na original suíça, ficará. Por exigências de eficiência na catalogação e pronta visibilidade pública, o Conselho doará o acervo inestimável ao Metropolitan Museum de Nova Iorque, em um gesto de desrespeito com estudantes, artistas, pesquisadores e públicos latinoamericanos. Se a Sra. Schmidheiny desejasse, não teria problemas em montar – e por que não manter? – um pioneiro centro de referência em arte contemporânea latina no trópico. Mas isso não ocorreu e, ironia, o colégio de elite previsto para ocupar o casarão desprezou a chance de ter os livros. Assim, seguimos obrigados a recorrer aos EUA e Europa para pesquisarmos profundamente nossos processos culturais, tão marcados pela mão colonizadora.

A ótima coleção de arte, construída pelo curador Hans Michel Herzog, tem conjuntos de Antonio Dias, Ana Mendieta, Los Carpinteros, Luiz Camnitzer entre outros, cujas poéticas engajadas, conceituais e contundentes não têm empatia com a atitude irresponsável da Sra. Schmidheiny e seu Conselho.

Desmontada como um negócio caro, a Casa Daros não cumpriu seu papel, apesar dos esforços de todos os profissionais de alto nível que estiveram envolvidos. Com a desaparição da biblioteca, em pouco tempo a luxuosa instituição será lenda urbana: uma empreitada excêntrica e colonialista, insustentável, que poderia ter gerado grandes frutos no mundo. Seu legado sócio-cultural será apagado logo, restando alguns bons eventos e  exposições nem sempre boas, na memória de quem viu.

*Publicado em Jornal O Globo, Segundo Caderno, 11/12/2015.

 

Teresa Margolles em Recife

 DSC01010A Fundação Joaquim Nabuco em Recife exibe até 8 de março a exposição “Enquanto For Necessário”, primeira individual da mexicana Teresa Margolles no Brasil, sob curadoria de Moacir dos Anjos. Conhecida internacionalmente por discutir de modo contundente a violência urbana que vitima milhares de pessoas em seu país, Margolles exibe alguns trabalhos antigos, além do resultado de um projeto novo envolvendo bordadeiras da comunidade recifense de Alto José do Pinho.

Formada em arte e em medicina forense, a artista se dedica desde os anos 1990 a um trabalho artístico que denuncia o escabroso cenário de homicídios em massa causados pelo narcotráfico no México. Tendo como ponto de partida cenas e relatos de crimes e eventos violentos ocorridos em lugares como Ciudad Juárez, na fronteira com os E.U.A., ou Culiacán, onde nasceu, Teresa cria narrativas fascinantes e dolorosas ancoradas numa realidade muito dura. Embora ela exponha situações ocorridas em cidades mexicanas, o trágico panorama que aborda se extende por muitos centros e periferias latinoamericanos marcados pela desigualdade social, corrupção endêmica e a ação criminosa de milícias de todo tipo, tal como se vê no Recife e no próprio Rio de Janeiro. Como aponta Moacir dos Anjos, o trabalho desta artista cada vez mais alcança lugares afastados do México mas que partilham com esse país a necessidade de tornar visível e lidar com a violência que atinge populações desguarnecidas dos direitos mínimos assegurados. E o direito à vida é um deles.

A exposição traz obras como PM (2012),exibida na 7a Bienal de Berlim em uma versão diferente da que se vê aqui. No Recife, o trabalho se apresenta como uma projeção sequencial de capas do jornal popular de mesmo nome colecionadas pela artista ao longo de um ano em Ciudad Juárez, uma das cidades mais violentas do mundo. Cada imagem projetada mostra as primeiras páginas do tablóide ilustradas por fotos de cadáveres, quase sempre ao lado de fotografias de mulheres sensuais e anúncios de prostituição. O ritmo quase monótono dos slides evidenciam a escandalosa desvalorização da vida no cotidiano dessa e tantas outras cidades, enquanto também explicita a operação do jornal de aproximar em seu espaço privilegiado “corpos radicalmente regulados pela morte e outros regidos pela satisfação prometida pelo sexo pago”, nas palavras do curador. Além de PM, completam a mostra Trepanações (sons do necrotério), 2003, trabalho sonoro que reproduz o ruído de uma serra cortando a cabeça de uma vítima de assassinato durante a autópsia; Esta propriedade não será demolida, 2009-2013, que apresenta fotografias de propriedades à venda ou abandonadas em função da insegurança em Ciudad Juárez; a videoinstalação Como Saímos?, 2010, que exibe um vídeo feito do interior de um carro de passeio, onde crianças pobres são filmadas, do lado de fora, perguntando aos passageiros do veículo onde há uma saída. Por último, é apresentado o resultado do trabalho realizado em conjunto com as mulheres bordadeiras da comunidade do Alto José do Pinho. Este projeto integra uma série de ações que a artista desenvolve em localidades diversas com bordadeiras convidadas a trabalhar sobre tecidos previamente embebidos em sangue ou fluidos de uma pessoa assassinada. Enquanto as mulheres conversam sobre medos e o risco que rodam suas vidas, vão surgindo imagens bordadas que remetem à sua realidade insegura e a relatos da violência testemunhada, junto a projeções de um futuro melhor que talvez chegue um dia.

No Brasil, Berna Reale, Armando Queiróz e Clara Ianni são dos poucos artistas que tocam em temas trágicos e sujam de leve o tapete vermelho do sistema artístico. Como Teresa Margolles, suas obras mostram que a arte contemporânea ainda pode fazer crítica social séria apesar da tola aura de glamour que a prende em armadilhas fúteis alheias aos conflitos do mundo real.

Versão em PDF : Preview of “Infoglobo – O Globo – 16 fev 2015 – Page #26” copy

CONVOCATORIA – La Vitrina – Hacer Noticia

Lado V de TEOR/éTica invita a enviar propuestas para el programa de exposiciones La Vitrina.
Dirigido a: artistas, investigadores, estudiantes, diseñadores y público general
Cierre de la convocatoria 25 de AGOSTO.
Anuncio de proyectos escogidos: 31 de agosto; Inauguración: 11 de setiembre

1307_Vit_FeSi_CFernandez_Collage_01_sfw
La Vitrina – La Vitrina es un nuevo espacio expositivo ubicado en la “ventana” del Lado V de TEOR/éTica. Fue inaugurado en Mayo de 2013 con el proyecto Fermentando Sinergias de Carlos Fernández. Funciona como un lugar de exposición abierto 24/7 que propicia el vínculo con el espacio público desde un espacio privado. El objetivo de La Vitrina es que los transeúntes del Barrio Amón, puedan interactuar y ser interpelados con proyectos artísticos que promuevan la curiosidad y la reflexión en torno a eventos de actualidad, así como la participación y apropiación del espacio urbano, entre otros.
La Convocatoria – El proyecto Hacer Noticia en La Vitrina, busca propuestas artísticas que planteen formas creativas de intervenir el espacio, y que sean el resultado de un análisis a profundidad sobre algún tema de actualidad y como este es tratado en los medios de comunicación masiva en Costa Rica. Interesan proyectos experimentales que pueden ser procesuales, que planteen una reflexión crítica sobre la forma en que los medios de comunicación emiten la información y cómo esta es digerida y procesada por el público.

La propuesta de intervención del espacio de La Vitrina deberá estar formulada con claridad para que, tanto el tema propuesto como lo que se quiere comunicar, se comprenda y atraiga a un público amplio. La intención es que promueva diversas maneras de “leer” los eventos de actualidad.

Esta convocatoria insta a los participantes a indagar en el contexto social para formular propuestas artísticas a partir de su realidad inmediata.Debido a las condiciones físicas del espacio, La Vitrina cuenta con muy poca seguridad, por lo cual no es recomendable hacer uso de equipo tecnológico u otros materiales de costo elevado. Para la realización del proyecto de intervención seleccionado, Lado V ofrece una bolsa de trabajo de hasta $500, además de apoyo logístico y de difusión.

Para participar, enviar a [email protected]:

CV, Propuesta escrita, máximo de dos páginas, donde se explique el proyecto, su justificación y las necesidades técnicas. Bocetos, imágenes, documentos o cualquier otro material de referencia que se considere necesario.

TEOR/éTica.  San José, Costa Rica
+506 2221.6971
www.teoretica.org

infos   [email protected]

Gender, Art, Civil Rights: Brazil on a contraflow! / Gênero, Arte, Direitos Civis: Brasil na contramão!

28_GC_SLO_Varl51

Petra Varl: What happened with Zvezda and Odeon?, 2009.

A FAVOR DAS MANIFESTAÇÕES CONTRA A ELEIÇÃO E POSSE DO DEPUTADO E PASTOR MARCOS FELICIANO NA COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO CONGRESSO, O ARTESQUEMA POSTARÁ IMAGENS DE TRABALHOS DE ARTE QUE AJUDEM A CONTESTAR AS IDÉIAS RACISTAS, HOMOFÓBICAS  E FUNDAMENTALISTAS DO PARLAMENTAR E SEU PARTIDO. O BRASIL ESTÁ NA MODA MUNDO AFORA, MAS PRECISAMOS DENUNCIAR O FANATISMO RELIGIOSO SE ENTRANHANDO NA VIDA CIVIL. FORA DEPUTADO FELICIANO, PELA DIVERSIDADE DE CREDO, DE RAÇA E SEXUAL.

Despite all you have been listening about the prodigy of Brazil, the country is living a moment when religious fanatism is getting power. Last week, Brazil’s Chamber of Deputies elected an evangelical pastor as president of its Human Rights and Minorities Commission. He is Deputy Marco Feliciano, a fanatic spiritual lider, who has declared in the past two years that the misery in Africa was caused by Noe`s Damnation, and AIDS is a gay cancer… among other stupidities based on the Holy Bible.
So, artesquema will published images of gender art for the next days, in support for the impeachment of Mr Feliciano off his public situation. Bad education in Brazil is the cause of many freak mistakes in politics, like this one. Get out Mr. Feliciano! Artesquema will post some pics of gender art and colleagues just to shake Fanaticism a little bit.

Gender, Art, Civil Rights: Brazil on a contraflow! / Gênero, Arte, Direitos Civis: Brasil na contramão!

leonilson obras19
José Leonilson. Jogos Perigosos (Dangerous Games), 1990
acrílica sobre tela
Coleção Luisa Analjoni Strina. imagem: Eduardo Brandão

Caparazón 2010
Regina José Galindo. “Caparazón”.2010
“El miedo en su forma sonora, en cada estallido, en cada golpe. Mi cuerpo desnudo permanece en posición fetal dentro de un domo blindada. Un grupo de individuos, armados con palos, golpea frenéticamente el domo hasta destrozar sus propias armas”.
(Corpus. Arte in Azione. MADRE, Museo D’Arte Contemporanea Donna Regina. Nápoles, Italia. 2010)

Morimura_Yasumasa-Portrait_Futago

Yasumasa Morimura. Portrait (Futago). Fotografia. 1988

Natalia LL. Consumer Art. 1974

Rock My Religion / Dan Graham from issole on Vimeo.

draft_lens2368213module13632035photo_1232897442gg-1997
Guerrilla Girls, 1997

robert_mapplethorpe_13
Robert Mapplethorpe. Anos 1980.

Residência Artística Paraguay AAA 2012

Convocatória para Residência Artística Paraguay AAA 2012 – inscrições de 12/12/11 a 15/02/12

Com o apoio do Centro Cultural de Espanha de São Paulo, Planta Alta Residência/Resistencia de Paraguai,  Casa 13 de Argentina, JA.CA – Jardim Canadá Centro de Arte de Brasil e la Fundación de Arte Contemporáneo  de Uruguai, convocam a artistas para uma residência de criação em Paraguai no mês de abril de 2012.

A convocatória está dirigida a artistas interesados em desenvolver um projeto interdiscilplinário com a temática da Guerra do Paraguai/ Triple Alianza e busca que os artistas desenvolvam seus projetos, ao mesmo tempo que se integram do contexto multicultural do grupo, com o fim de produzir quatro “diários de viagem” e uma exposição em Asunción.

A residência contempla quatro etapas, as primeiras três de investigação e desenvolvimento do projeto nos antigos campos de batalha, e a última de finalização e mostra dos resultados em uma exposição, completando assim, um mês de residência.

Este edital seleciona 04 residentes (01 de cada país) que incluem passagens, alojamento, tours e uma ajuda de custo de US$ 420.

1. Somente poderão participar artistas maiores de idade nascidos na Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai

2. O dossiê de inscrição deve ser enviado em cópia impressa, juntamente com o formulário impresso e assinado, por correio para o endereço:

JA.CA – Jardim Canadá Centro de Arte e Tecnología
Inscrição AAA
Rua Santa Rita Durão 321/305 – Savassi
Belo Horizonte MG
CEP: 30140-110

3. O formulário de inscrição completo também deve ser entregue (em PDF) por correo electrónico: [email protected] , com o seguinte texto no assunto do email: Residência AAA inscrição.

Para mais informações, regulamento e inscrição: www.jacaarte.org

Lugar a Dudas

No instigante Seminário Internacional “Reconfigurações do Público”, realizado no MAM Rio na semana que passou, ouvimos a apresentação de Oscar Muñoz, idealizador e diretor do espaço independente Lugar a Dudas, que fica em Cali, Colômbia .

Trata-se de um local aberto à aquilo que a Arte Contemporânea mais suscita e clama: a dúvida. O espaço foi criado em um bairro decadente numa casa deteriorada que sofreu várias reformas e hoje abriga este ponto de referência em pesquisa de projetos experimentais sobre arte contemporânea na América Latina.

O Lugar a Dudas promove exposições, workshops, cursos, publicações e residências para artistas e curadores, entre outras iniciativas.

Um de seus projetos é o Fotocopioteca, que disponibilza textos curtos em publicações de xerox, como a que está abaixo, com traduções de voluntários e ao preço da xerox.  No site é possível baixar os mesmos textos em PDF, de graça.

http://www.lugaradudas.org/

La Paternal oferece programa de Residência – Bs As

Para infos em español   http://lapaternalespacioproyecto.blogspot.com/2009/05/sede.html

We are inviting Argentine and foreign artists to live and work in Buenos Aires, with the possibility of participating in three separate exhibitions over the course of 2011-2012:  La Noche de los Museos (November), PAPO / Art in Public Spaces (the whole year), and Arte y Tecnología (May).

LPEP offers a production and exhibition space that includes close contact with institutions (galleries, museums, artists, cultural centers, and alternative spaces) as suited to the needs of the project of each artist/resident.

LPEP’s objective is to promote dialogue between artists of different disciplines and between Art and Society.  Since its inception three years ago, more than 80 artists from different disciplines have exhibited in the residency.

GENERAL REQUIREMENTS FOR CANDIDATES

– Must have your own project in artistic production or investigation (whether in art or communication).
– Must speak Spanish and/or English.
– Must be 21 or older.
– Must have interest in collaborating with LPEP’s ongoing programs.

PRESENTATION

To be considered, candidates must present a folder with the following:
– Personal and professional history (Curriculum Vitae)
– Portfolio of work
– Proposed project to be developed during the residency
– Letter of intention

*LPEP does not offer grants.

residencias_em_rede [ibero-america], rede de espaços de residências artísticas auto-geridas abre edital para uma vaga em uma residência piloto de gestão e mediação na América Latina

DIVULGANDO:

Residencias_en_red[ibero-america] é uma plataforma ibero-americana de espaços de pesquisa, produção e exposição de arte contemporânea e cultura, que têm em comum a gestão de programas de residências para criadores. A rede reúne um conjunto de espaços e programas com diversos formatos e objetivos, fazendo desta diversidade um valor a preservar. Também são diversas as estruturas jurídicas e administrativas dos programas integrantes, as quais são tanto de iniciativa privada ou mistas publico-privadas.

A rede foi criada pelo desejo político de integração regional e pelo desejo afetivo de relacionamento e trabalho coletivo entres os seus membros. Seu objetivo como coletivo é conseguir representatividade e melhor interlocução no âmbito da micro e macro política cultural internacional e local. A integração de novos membros se da exclusivamente por convite do coletivo que atualmente a conforma.
A rede vem trabalhando desde novembro de 2008. Este é o seu primeiro edital para uma residência conjunta, uma experiência piloto considerada pioneira.

Objetivo
O presente edital têm como objetivo a seleção de um(a) gestor(a) cultural em residência que colabore nas tarefas de gestão, coordenação e mediação da rede. A residência é de carácter itinerante; os espaços designados neste primeiro edital para acolher o residente selecionado são Casa 3 Patios e Taller 7 em Medellín; Lugar a Dudas em Cali (cidades da Colômbia) e CRAC em Valparaíso (Chile). A residência terá incialmente um ano de duração, com opção a um segundo ano se houver interesse de ambas as partes. O inicio de residência está previsto para o dia 1º de setembro de 2011 e o término está previsto para o dia 31 de agosto de 2012. Compreendendo 9 meses de trabalho nos programas de residência mencionados, e 3 meses em que o candi dato residirá no seu lugar habitual.

Condições gerais da residência
1- Requisitos dos candidatos:
Ter a nacionalidade de qualquer país ibero-americano (todos os países da América Latina, junto com Espanha e Portugal);
Português ou espanhol como língua materna;
Bom nível de inglês imprescindível
Experiência mínima de dois anos em projetos de gestão cultural e fundrasing;
Conhecimento de estratégias e ferramentas digitais para o trabalho em rede;
Compromisso e implicação com os objetivos da rede.
2- Documentação e apresentação da candidatura:
Carta de motivação pessoal;
Curriculum Vitae detalhado incluindo as seguintes informações: Nome completo, lugar e data de nascimento, Estudos gerais/formação, atividades profissionais e/ou artísticas realizadas.
Três cartas de recomendação que avaliem o trabalho prévio do candidato e assinadas por professionais do setor da gestão ou da criação, incluindo os dados de contato da pessoa assinante.
Passaporte válido e com vencimento após o término da residência.

A pré-seleção dos candidatos será baseada na análise da documentação enviada; as pessoas pré-selecionadas realizarão uma entrevista on-line. Partindo das entrevistas será realizada uma lista com os três nomes finalistas. Caso a pessoa selecionada renuncie, poderá ser substituído pela pessoa escolhida em 2º posição. A vaga também poderá ser declarada deserta se, a juízo do comitê de seleção, caso nenhum candidato se encaixe no perfil.
Previamente á entrevista, os pré-selecionados deverão aportar os documentos que avaliem os méritos relatados no CV que venham a ser solicitados pelo comitê de seleção.

Todas as solicitações e documentos devem ser encaminhados digitalizados ao e-mail: [email protected]

As candidaturas entregues após o dia 15 de julho de 2011 não serão consideradas.

3- Funções e atividades a serem realizadas durante a residência:
Realizar tarefas de fundraising e formulação de projetos para captação de financiamento; Realizar atividades de relações públicas para r_en_r nos foros que sejam definidos: representar r_en_r quando seja preciso, assim como receber e coordenar a informação relacionada com possíveis propostas para a Rede;
Manter e divulgar internamente aos membros da rede toda informação relativa aos projetos em andamento da rede;
Elaborar e executar um plano de contato permanente com os membros da rede;
Coordenar e articular o trabalho e a comunicação das equipes de trabalho da rede; Articular os recursos e programas em andamento; Aplicar critérios de sustentabilidade e economia na gestão dos recursos comuns; Pesquisar as possibilidades e estabelecer os contatos para ampliar o numero de parceiros e colaboradores da rede.
4- Condições da Residência: O residente irá receber 800 € mensais em forma de “ajuda de produção” pelo desempenho das tarefas de gestão, coordenação e mediação para residencias_en_red[ibero-america]. Neste valor estão incluídos os custos para despesas de viagens de gestão no interior do país que venham a ser necessárias como parte do desenvolvimento das funções do residente. Todos os traslados aéreos serão cobertos ( Desde o lugar de origem do candidato até a Colômbia; da Colômbia ao Chile, e retorno ao lugar de origem)
Seguro médico internacional com 9 meses de validade
A rede custeará a hospedagem / espaço de trabalho através dos seus programas de residência durante 9 meses: Durante os primeiros quatro meses e meio (4,5), a residência acontecerá na Colômbia; o período irá se dividir entre as cidades de Cali y Medellín e a residência será desenvolvida como o apoio dos espaços membros da rede que funcionam nessas cidades: Lugar a Dudas, Taller 7 e Casa 3 Patios. Esses espaços realizarão um trabalho colaborativo com o candidato selecionado, desenvolvendo o tempo da estadia em cada espaço de forma flexível atendendo aos fatores seguintes: os calendários culturais locais, os calendários dos próprios espaços e as necessidades do candidato selecionado. Durante os segundos de quatro meses e meio (4,5) a resid& ecirc;ncia será na cidade de Valparaiso no Chile, através do espaço CRAC. Caso o candidato selecionado resida em uma das cidades propostas como sede da residência, a hospedagem não será mais facilitada nessa cidade, ficando a sede do programa de acolher exclusivamente como espaço de trabalho.
5- Cronograma:
15 de junho de 2011 – Lançamento do edital;
15 de julho de 2011- Data limite para recepção das candidaturas; 30 de julho de 2011 – Resultado do edital;
1 de setembro de 2011 – Inicio da residência incluindo 4 meses e meio na Colômbia (Medellín e Cali) e 4 meses e meio no Chile (Valparaíso). Os períodos das residências serão determinados entre o candidato selecionado, o comitê de seleção da residências_em_rede, e os espaços de residências;
31 de agosto de 2012- Final do período da residência.

Este projeto é uma iniciativa de residências_em_rede [ibero-américa], realizada com o apoio da Agencia Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) através de um projeto em rede dos Centros Culturais da Espanha em São Paulo (Brasil), Lima (Perú), Montevideo (Uruguai) e Buenos Aires, Córdoba e Rosário (Argentina).