Frestas Trienal 2017: Entre pós-verdades e acontecimentos

Frestas Trienal de Artes do SESC: Entre pós-verdades e acontecimentos/ Frestas Triennial: Between post-truths and events.

SESC Sorocaba, São Paulo, Brasil. De 12.8 – 3.12.2017

Curadoria geral – Daniela Labra
Curador assistente – Yudi Rafael
Curadoria educativa – Fabio Tremonte
Curadoria editorial – Ana Maria Maia e Julia Ayerbe

:::::::::::::::::::::::::::::

Artistas: Teresa Margolles, Maria Thereza Alves, Andre Komatsu, Raul Mourão, On Kawara, Marco Lulic, Miro Spinelli, Guerrilla Girls, Daniel Senise, Hector Zamora, Reynier Leyva Novo, Georges Rousse, Celina Portella, Rafael RG, Gervane de Paula, Sergio Zevallos, Rafael Alonso, Hito Steyerl, Sandra Monterroso, Gustavo Speridião, Wanda Pimentel, Francesca Woodman, Daria Martin, Letícia Ramos, Marcius Galan, Dias & Riedweg, NUNCA, Panmela Castro, Daniel Escobar, Daniel Lie, Yvon Chabrowski e +

Frestas Trienal 2017: Entre pós-verdades e acontecimentos

A arte fura.

Esta edição de Frestas associa o nome do evento à noção de interstício: um espaço-entre cheio de sensibilidade e potência criativa transformadora, onde a ambiguidade e a indefinição de conceitos, formas e modelos é explorada de modo poético e crítico. Enquanto o existir nas cidades parece se reduzir a dígitos numéricos em cenários homogêneos de shoppings, conglomerados e condomínios, apostamos aqui na máxima “criar é resistir”, compreendendo a prática da arte e sua fruição como singulares vias propositivas libertadoras do contexto de exaltação da produtividade, competitividade, vigilância e espetacularização da vida.

Considerando que a natureza regrada e acadêmica da arte ruiu há tempos, refletimos sobre a impossibilidade de definir Verdade na obra contemporânea, e também discutimos as narrativas políticas sustentadas por memes e populismos midiáticos amparados em discursos morais e dogmáticos, que ganham força e constituem parte do contexto que a própria arte espelha e reage.

O título da mostra veio antes do termo pós-verdade ser indicado como o mais comentado na internet em 2016. O termo não é novo e seu germe já aparece em Verdade e Política (1967), de Hannah Arendt. Recentemente, ele se tornou protagonista no comentário político internacional, impulsionado pelo afã, de grandes publicações jornalísticas em disseminar, pela rede, opiniões como fatos consistentes que rapidamente ganham status de verdades.

Já a ideia de Acontecimento refere-se à natureza de uma Trienal, e a sua definição na antropologia e filosofia: Acontecimentos, sempre temidos e esperados, como um evento climático, militar ou político, que trazem o risco de um corte irreversível com o passado, marcando transformações profundas no curso histórico e social de comunidades.

Participam da mostra artistas de diferentes nacionalidades, gerações e linguagens, cujas obras trazem questões como ambiguidades formais; transdisciplinaridade; temporalidade; performatividade; gênero e sexualidade; crítica social e artisticidade. Mais da metade dos projetos são comissionados e inéditos, e ocuparão o edifício da Unidade além de vias públicas, outras instituições, lojas e ruínas históricas, criando circuitos de experiências estéticas instigantes entre o SESC e a cidade.

Daniela Labra

Daniel Lie. Passa Logo. Intervenção na arquitetura
Vista geral com instalação de Raul Mourão.
Vista geral com instalação de Sandra Monterroso e fotografia de Edson Barrus.
Vista geral com obras de Sandra Monterroso, Raynier Leiva Novo e Rafael Alonso.
Detalhe de obra de Georges Rousse.

Todas as fotos| all pictures: Matheus José Maria

OPEN CALL: PERFORMANCE VOYAGE 4 – MUU – Finlândia

OPEN CALL: PERFORMANCE VOYAGE 4

Theme: Self-Portrait

• Artists’ Association MUU announces an open call to artists to submit video performances to the international PERFORMANCE VOYAGE 4 event.
• The deadline for submissions is 15 June 2013!
• The premiere of the selection will take place in MUU gallery in Helsinki in 2014, after which the works will tour Europe during 2014.

http://www.muu.fi/site/?p=7808&lang=en

Lia Chaia. Folíngua, 2004
Lia Chaia. Folíngua, 2004

Poetics & Politics, Screening @ LOOP Barcelona

O Festival de vídeo arte LOOP, tem edição em maio este ano, em Barcelona. Abaixo, uma das mostras dentro do evento, cujo tema são vídeos de teor ativista ou de discussão crítica do momento atual. Segue uma mostra do texto curatorial e o link para o festival:

Ante nuestros ojos – Poetics & Politics, Screening @ LOOP Barcelona

imagen-ante-nuestros-ojos-300x168

Artistas: Marco Godoy, Pelayo Varela, Teresa Margolles, Eugenio Merino, Núria Güell, Gina Arizpe, Daniel G. Andújar, Antoni Muntadas, Rogelio López Cuenca, Santiago Morilla, Santiago Cirugeda, Fernando Sánchez Castillo, PSJM, Jorge García, Rubén Verdú, Carlos Garaicoa, Rafa Burillo, Tomás Ochoa, Patricio Palomeque, Rosa Jijón, María José Argenzio, Estefanía Peñafiel Loaiza y Avelino Sala

El espectro de representación política se agota. La creación de sujetos verdaderamente libres, de izquierda a derecha , es una quimera olvidada y consumida. El exceso de información y de servicios de comunicación ahonda la separación entre realidad y simulacro instaurando la sensación de una cacofonia existencial asfixiante. Nada de lo que se presenta está , ni de lejos , a la altura de la situación. Incluso en su silencio (por exceso de ruidos) la propia población parece infinitamente más adulta que todos los títeres que se pelean por gobernarla. La crisis de representatividad y la distancia entre la ciudadanía y el estado deja al descubierto la imposición de un modelo social represivo y muestra las verdaderas estructuras de un poder que se ejerce desde una verticalidad faraónica.

Alexis Callado Estefania (miembro del colectivo Commission)

Survival Kit Festival/Umeå/Sweden

Survival Kit/Umeå convida artistas de todas as quebradas do mundo para se inscreverem no Survival Kit Festival, que irá acontecer na cidade de Umea e seus arredores, de 20 de Setembro a 19 de Outubro de 2014. Procura-se artistas cujo trabalho responda às questões da “sobrevivência” em todas as suas distintas percepções. São bem-vindas perspectivas novas ou revisadas; e visões, questões, soluções inovadoras e outras, que sejam provocativas e engajadas, utópicas e progressistas.

http://www.survivalkitfestival.se/

> > >
Survival Kit/Umeå invites artists from all corners of the world to apply for the Survival Kit Festival which will take place in Umeå city and its surroundings from 20th September to 19th October, 2014. A jury consisting of representatives of the hosting organisations will select approximately 30 artists.

THEMES and DIRECTIVES
Humanity faces huge difficulties; our future seems to be less predictable and more complex than ever. The climate is changing, ecological, economical and societal systems are on the verge of collapse. Where are we heading? What do we need? What might happen? What should happen?

We are searching for artists whose work attends to the question of survival in all its different perceptions. We welcome new or renewed perspectives; provocative and engaging, utopian and progressive, visions, questions, innovative solutions and more. The works we are searching for considers the world at large, and/or the local circumstances.
They might be collaborative or individual, modest proposals or grand statements.

You may apply with a previous work or with something completely new, which can be produced on site and in any media.
Details about practicalities such as exhibition venues, is onstantly updated and made available at:

www.survivalkitfestival.se

A utopia é possível – Revista Select 10, 01/2013

tumblr_m93oyqYsHQ1qzqju7o1_500

A utopia é possível

por Daniela Labra (de Barcelona)

“O mundo está se preparando para uma metamorfose dos deuses. Abandonam-se os valores e arquétipos da cultura vigente e adotam-se novas formas de vida nascidas de outra visão do mundo”. Assim começava o manifesto da Instant City, uma das proposições do VII Congresso do ICSID – International Council of Societies of Industrial Design, ocorrido em outubro de 1971 na outrora idílica ilha de Ibiza – ou Evissa. O evento foi organizado pela Agrupació de Disseny Industrial del Foment de les Arts Decoratives (ADI/FAD), baseada em Barcelona, e teve um formato revolucionário, cujo objetivo era transformar um encontro profissional convencional em um acontecimento experimental e libertário, sem precedentes na Espanha – que amargava os últimos anos da obscura ditadura de Franco.

O congresso, que durou três dias, foi inspirado pela contracultura dos anos 1960 e fazia referência ao espírito livre da época, marcado por eventos artísticos, ativistas e políticos, que reuniam multidões de jovens nascidos no pós-guerra, desejosos de um mundo mais criativo, amoroso e pacífico.

Segue… http://www.artesquema.com/escritos/a-utopia-e-possivel-revista-select-10-012013/

Ó Abre Alas que a gente quer passar!

Inaugura neste sábado, no Rio de Janeiro, a 8a edição da coletiva anual da Gentil Carioca, Abre Alas. Com curadoria de Daniela Labra, Alexandre Vogler e Marcelo Campos, este ano a mostra conta com 35 artistas expostos entre a galeria e o Centro de Artes Helio Oiticica, e conta com shows e concurso de fantasia durante a inauguração.  Diversão e arte, para toda a parte!

Artistas selecionados:
1. Adriano Costa, SP
2. Alexandra Urban, Polônia
3. Alexandre Brandão, MG
4. Amadeo Azar, Buenos Aires
5. Amanda Mei, SP
6. AoLeo, RJ
7. Arte S.A., Umbigo Group, RJ
8. Arthur C. Arnold, RJ
9. Bete Esteves, RJ
10. Carlos Nunes, SP
11. Celina Portella, RJ
12. Chico Fernandes, RJ
13. Fabio Tremonte, SP
14. Fran Junqueira, RJ
15. Francilins Castilho, BH
16. James Eisen, Austrália
17. Kristofer Paetau, Finlândia/RJ
18. Lilian Maus, RS
19. Maíra das Neves, RJ/SP
20. Marcelo Amorim, SP
21. Marcio Vilela, Lisboa
22. Margit Leisner, PR
23. Maria Mattos, RJ
24. Marina de Botas, CE
25. Paula Huven, BH/RJ
26. Polyanna Morgana, DF
27. Raphael Escobar, SP
28. Renato Bezerra, RJ
29. Romy Potcztaruk, RS
30. Sergio Fernandes, Lisboa
31. Sofia Cesar, RJ
32. Ulisses Lociks, AL
33. Walter Gam, BH
34. Wilbor, RJ
35. Yara Pina, GO

ABRE ALAS 8
Abertura: 11 de fevereiro de 2012 das 16h às 20h (sábado)
Exposição de 14/02 (terça-feira) até 10/03 (sábado)

Endereços:
A GENTIL CARIOCA
Rua Gonçalves Ledo, 17- Sobrado
Centro- Rio de Janeiro- 20060-020
Tel: (21) 2222-1651
Abrimos de terça a sexta-feira das 12h às 19h e sábados das 12h às 17h.
[email protected]

CAHO
Centro Municipal de Arte Helio Oiticica
Rua Luís de Camões, 68, Centro, Rio de Janeiro
Tel: (21) 2232-4213 / 2242-1012

Performance Presente Futuro vol.III

Apresentamos a 3a edição deste festival dedicado às interações entre performance arte e novas mídias.

PROGRAMAÇÃO
Performance Presente Futuro vol. III
Oi Futuro Flamengo, Rio
11, 12, 13 e 14 de novembro de 2010

Curadoria: Daniela Labra
Realização: Oi Futuro
Patrocínio: Oi e Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro
Produção: Automatica

Performances e Vídeos – 4º e 5º andares
Apresentação das Guerrilla Girls

11 de novembro de 2010, quinta-feira
14h às 18h – Sérgio Zevallos – performance “Filstudio Melodrama”
12h às 17h30 – Celina Portella – vídeoinstalação “Derrube” (12” 30′) e “365º” (9”)
18h – Mary Fê – Performance “Meu Pequeno Terrorismo de Bolso – Broadcasting Live!”
18h30 – Claudia Herz – performance , com participação de Fausto Fawcett, “Para
Anna Pink”
19h30 – Guerrilla Girls – performance Teatro

12 de novembro de 2010, sexta-feira
14h às 18h – Sérgio Zevallos – performance “Filstudio Melodrama”
12h às 17h30 – Celina Portella – vídeoinstalação “Derrube” (12” 30′) e “365º” (9”)
17h30 – Mary Fê – performance “Meu Pequeno Terrorismo de Bolso – Broadcasting Live!”
18h – Marco Paulo Rolla – performance “Narciso”
19h – Dupla Especializada (Ricardo Basbaum e Alexandre Dacosta) – performance
“Registro de memória”

13 de novembro de 2010, sábado
14h às 18h – Sérgio Zevallos – performance “Filstudio Melodrama”
12h às 17h – Celina Portella – vídeoinstalação “Derrube” (12” 30′) e “365º” (9”)
12h às 14h – Guerrilla Girls – Workshop
17h – Mary Fê – performance “Meu Pequeno Terrorismo de Bolso – Broadcasting Live!”
17h30 – Palestra: “Festivais de Performance – atravessando categorias, alterando tempos e reorganizando espaços”. Com Wilson Diaz (Helena Producciones/ Festival de Performance de Cáli) e Marco Paulo Rolla (CEIA; Manifestação Internacional de Performance, BH). Mediação: Daniela Labra.
19h – João Penoni – performance “Latente”

14 de novembro de 2010, domingo
14h às 18h – Sérgio Zevallos – performance “Filstudio Melodrama”
12h às 20h – Pips:lab  – instalação multimídia e interativa “Luma2solator”
16h30 às 18h – Daniel Lima – Conversa com o artista.
18h – Mary Fê – Performance “Meu Pequeno Terrorismo de Bolso – Broadcasting Live!”
18h30 às 19h30 – Siri – instalação sonora “MP3xperimental”, a partir das 12h

Mostra Guerrilla Girls – Exibição de imagens documentando os 25 anos de carreira do coletivo
Vídeo – Maria Lynch – Incorporáveis (3’)
Mostra de vídeo – Daniel Lima – Ações de resistência e inscrição no territorio urbano

‘No Soul for Sale’ : sem venda de almas

No Soul For Sale – Um Festival de Independentes (press release)
Tate Modern, Turbine Hall
Para celebrar o 10º aniversário da Tate Modern, a galeria vai abrigar o No Soul For Sale – Um Festival de Independentes. Para este festival de arte grátis, a Tate Modern está convidando mais de 70 dos mais inovadores espaços de arte, organizações sem fins lucrativos e coletivos de artistas, de Shangai ao Rio de Janeiro, para tomar o Turbine Hall. O  festival preencherá o espaço icónico do Turbine Hall com uma mistura eclética de eventos artísticos de vanguarda, performances, musica e filmes de 14 a 16 de Maio de 2010. A galeria estará aberta até à meia-noite na Sexta Feira 14 e no Sábado 15 de Maio, para eventos noturnos com convidados especiais a serem anunciados brevemente.A Tate Modern abriu pela primeira vez dia 12 de Maio de 2000 e mais de 45 milhões de visitantes atravessaram as suas portas desde esse dia.
Para receber o No Soul For Sale, a Tate Modern está a trabalhar em colaboração com o artista Maurizio Cattelan e os curadores Cecilia Alemani and Massimiliano Gioni. O festival reunirá alguma da arte contemporânea mais experimental e emocionante de todo o globo, apresentada de forma não convencional, num estilo faça-voçê mesmo. Abrangendo desde estruturas monumentais a intervenções espirituosas, performances épicas e instalações interactivas, os participantes irão expor lado a lado sem paredes ou divisórias, criando uma aldeia instantânea da arte global a ser explorada pelos visitantes.

As organizações participantes irão responder ao convite com um leque de projetos únicos, construindo sobre o espírito participativo das anteriores curadorias da Turbine Hall. White Columns (Nova Iorque) irá trabalhar com o músico dos Sonic Youth, Thurston Moore, no lançamento do novo número do seu ‘Ecstatic Peace Poetry Journal’. Publicando poesia de indivíduos que cruzam os mundos da música, poesia e arte, a publicação será impressa num papel desenhado para voar como uma pipa no Turbine Hall. Entretanto o duo Latitudes, de Barcelona, irá colaborar com o artista espanhol Martí Anson, que irá montar uma firma de taxi e levar o par de Barcelona a Londres, desenhando o veículo, o uniforme do condutor e a rota.

Verbo 2010 recebe propostas

VERBO 2010
MOSTRA ANUAL DE PERFORMANCE
GALERIA VERMELHO

A galeria Vermelho informa que, de 15 de dezembro de 2009 a 28 de fevereiro de 2010, receberá projetos na área de PERFORMANCE para a 6ª edição da mostra VERBO.

A 6ª edição da mostra anual de performance VERBO ocorrerá de 14 a 19 de junho de 2010, nas salas 1, 2, 3, 4 e no pátio da Galeria Vermelho, em São Paulo. A programação da mostra conta ainda com a 3ª edição do seminário VERBO Conjugado, três oficinas de criação na área da performance, além do lançamento de livros e publicações.

Poderão participar da seleção de projetos para a VERBO 2010 obras inéditas ou já apresentadas de artistas ou grupos que desenvolvam trabalhos na área da PERFORMANCE. Não serão aceitos vídeos, instalações, fotografias, pinturas e outras proposições que não estejam alinhados com o caráter do evento. Cada artista ou grupo poderá participar com até 3 projetos distintos.

Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição disponível para download na home da Vermelho – www.galeriavermelho.com.br, e encaminhá-la para [email protected], ou via correio para:

MOSTRA VERBO 2010
Rua Minas Gerais, 350
01244-010 – São Paulo – SP
A/C Marcos Gallon

Mais informações com Marcos Gallon:   [email protected]